Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Concurso Nacional de Literatura João-de-Barro (Regulamento)


Regulamenta o Concurso Nacional de Literatura João-de-Barro – Literatura para crianças e jovens – 2011, o Prefeito de Belo Horizonte, no exercício de suas atribuições,

DECRETA:

Art. 1º - Fica aprovado o Regulamento constante do Anexo I deste Decreto, referente o Concurso Nacional de Literatura João-de-Barro – Literatura para crianças e jovens – 2011, instituído pelo Decreto nº 2.613/74.

Art. 2º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Belo Horizonte, 1 de setembro de 2011
Marcio Araujo de Lacerda
Prefeito de Belo Horizonte
Thaís Velloso Cougo Pimentel
Presidente da Fundação Municipal de Cultura

ANEXO I
REGULAMENTO DO CONCURSO NACIONAL DE LITERATURA JOÃO-DE-BARRO – Literatura para crianças e jovens – 2011

O Município de Belo Horizonte, por intermédio da Fundação Municipal de Cultura, torna pública a abertura das inscrições para o Concurso Nacional de Literatura João-de-Barro de literatura para crianças e jovens – 2011. Esse Concurso obedecerá ao disposto na Lei 8666/1993, as inscrições serão gratuitas e estarão abertas no período de 1 de setembro a 31 de outubro de 2011, de terça a sexta-feira, exceto feriados, no horário de 9 às 17h, na Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte, na Rua Carangola 288 - Térreo – Santo Antônio, Belo Horizonte, Minas Gerais, sendo abertos os envelopes no dia 07/11/2011, às 9 horas, na Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte.

O Concurso obedecerá, ainda, aos seguintes termos:

1 - DO OBJETIVO
O Concurso Nacional de Literatura João-de-Barro- 2011, instituído pelo Decreto n° 2.613/74, promovido pelo município de Belo Horizonte e coordenado pela Fundação Municipal de Cultura, tem como finalidade destacar e premiar obra inédita, em língua portuguesa, de autores brasileiros natos ou naturalizados, na categoria literatura para crianças e jovens.

2 - DA CATEGORIA

2.1 – As obras de que trata este regulamento devem ser apresentadas com o projeto gráfico completo, o que inclui texto, capa, folha de rosto, diagramação, paginação, ilustrações (se for o caso) e outros eventuais elementos gráficos, a critério do concorrente;

2.2 – gênero literário e temática são livres;

2.3 - não serão aceitas produções compostas apenas por imagens, sendo a linguagem verbal uma condição para a participação da obra no Concurso.

3 – DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

3.1 - Poderão participar autores brasileiros, natos ou naturalizados;

3.2 - é vedada a participação de servidores ou agentes públicos vinculados à administração direta ou indireta do Poder Executivo do Município de Belo Horizonte;

3.3 - os autores menores de 18 (dezoito) anos deverão apresentar autorização escrita dos pais ou responsáveis legais, conforme modelo constante do Anexo III deste decreto, salvo aqueles emancipados na forma da lei;

3.4 - é vedada a participação de autores que tenham sido premiados em uma das cinco últimas edições deste Concurso;

4 - DAS INSCRIÇÕES

4.1 - As inscrições são gratuitas e estarão abertas no período de 1 de setembro a 31 de outubro de 2011. Elas deverão ser feitas de terça a sexta-feira, exceto feriados, no horário de 9 às 17h, na Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte, na Rua Carangola 288 - Térreo – Santo Antônio, Belo Horizonte, Minas Gerais, ou enviadas via sedex ao endereço acima especificado;

4.2 - só serão aceitas as obras postadas até o último dia do prazo previsto no item 4.1 deste regulamento, valendo como comprovante o carimbo da agência postal expedidora;

4.3 - a Comissão Organizadora do Concurso não retirará originais em agências dos
correios, transportadoras ou similares;

4.4 - efetivada a inscrição, nenhuma alteração poderá ser feita nas obras e documentos entregues;

4.5 - o ato de inscrição no Concurso implica a plena aceitação, por parte dos concorrentes, dos termos contidos neste regulamento.

5 - DAS OBRAS E DOCUMENTOS

5.1 - As obras devem ser, obrigatoriamente, inéditas e escritas em língua portuguesa, ficando automaticamente desclassificadas, em qualquer etapa do Concurso, aquelas já publicadas de forma impressa ou virtual, no todo ou em parte, ou divulgadas por qualquer meio de comunicação;

5.2 – as ilustrações, quando houver, devem ser, obrigatoriamente, inéditas, ficando automaticamente desclassificadas, em qualquer etapa do Concurso, aquelas já publicadas de forma impressa ou virtual ou divulgadas por qualquer meio de comunicação;

5.3 – as obras deverão ser apresentadas em 3 (três) vias, encadernadas separadamente. Tais vias deverão ser entregues em um só envelope, lacrado, indicando o nome do Concurso, título da obra e o pseudônimo do autor. Dentro desse mesmo envelope deverá ser entregue um envelope menor, lacrado, identificado da mesma forma, contendo em seu interior a ficha de inscrição preenchida (Anexo II), cópia do documento de identidade e autorização dos pais ou responsáveis legais, quando for o caso;

5.4 – na parte externa do envelope maior mencionado no item 5.3 deste regulamento deverão constar as seguintes informações, não podendo constar o nome do remetente, a ser identificado apenas por pseudônimo:

- DESTINATÁRIO
Concurso Nacional de Literatura João-de-Barro 2011
Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte
Rua Carangola 288 – Térreo – Santo Antônio
CEP: 30330-240 - Belo Horizonte/MG

- REMETENTE
Pseudônimo(s)
Título da obra
Endereço do autor

5.5 - as obras deverão conter, na folha de rosto, o nome do Concurso, o título da obra e o(s) pseudônimo(s) do(s) autor(es);

5.6 - as obras não poderão conter nada que identifique o(s) autor(es).

5.7 - ficam vedados os agradecimentos e dedicatórias na capa, na folha de rosto e no corpo da obra;

5.8 - não há limite mínimo ou máximo quanto ao número de páginas e formato;

5.9 – cada autor / ilustrador só poderá inscrever uma obra.

6 - DA SELEÇÃO

6.1 - O processo de seleção será realizado em 2 (duas) etapas:

Etapa 1: conferência da documentação recebida e do atendimento às exigências deste
Regulamento, realizada no dia 7 de novembro de 2011 às 9 horas na Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte, em que serão abertos os envelopes maiores, mantidos lacrados os que contêm a documentação de identificação do (s) autor (es);

Etapa 2: avaliação pelo júri das obras habilitadas na etapa 1.

7 – DO JULGAMENTO

7.1 – O júri será composto por 3 (três) especialistas em literatura de reconhecido prestígio, nomeado pela Fundação Municipal de Cultura e cujos nomes serão mantidos em sigilo até a divulgação do resultado do Concurso;

7.2 – é facultado ao júri não outorgar o prêmio a nenhum dos candidatos inscritos, este não ficando acumulado;

7.3 – os componentes do júri poderão ser substituídos a qualquer tempo, em caso de impossibilidade de participação decorrente de caso fortuito ou força maior por outros profissionais igualmente especializados e reconhecidos.

8 - DA AVALIAÇÃO DAS OBRAS

8.1 – O Júri elegerá a obra vencedora do concurso por meio de votação.

9 - DOS RESULTADOS

9.1 - A lista com a relação das obras inabilitadas na primeira etapa da seleção será publicada no Diário Oficial do Município, divulgada no site www.pbh.gov.br e afixada na sede da Fundação Municipal de Cultura, até o dia 11 de novembro de 2011;

9.2 - o resultado final será publicado no Diário Oficial do Município de Belo Horizonte e
no site www.pbh.gov.br/cultura, até o dia 27 de janeiro de 2012.

10 - DOS RECURSOS

10.1 - O interessado poderá apresentar recurso à Fundação Municipal de Cultura, conforme o modelo constante do Anexo IV deste Decreto, no prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados a partir da publicação da lista das obras inabilitadas, ou da publicação do resultado final, conforme itens 9.1 e 9.2 , valendo como comprovante a data do protocolo ou do carimbo da agência postal expedidora;

10.2 - no envelope contendo o recurso, deverão constar as mesmas informações do
destinatário do item 5.4 deste Regulamento, sem informar o nome do recorrente, mas
apenas o pseudônimo pelo qual está identificado no Concurso;

10.3 - os recursos deverão ser enviados via sedex ou protocolado na Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte, situada na Rua Carangola 288 – Térreo - Bairro Santo Antônio, CEP: 30330-240 Belo Horizonte, Minas Gerais;

10.4 - os recursos enviados por fax ou correio eletrônico serão desconsiderados;

10.5 - a decisão dos recursos será publicada no Diário Oficial do Município e no site
www.pbh.gov.br/cultura.

11 - DA PREMIAÇÃO

11.1 – A obra vencedora receberá um prêmio de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) e a participação de seu autor e ilustrador, quando houver, na 49ª Bologna Children´s Book Fair, evento internacional editorial de literatura para crianças e jovens, que acontecerá no período de 19 a 22 de março de 2012 em Bolonha, Itália;

11.2 - o valor do prêmio em dinheiro está sujeito à tributação prevista em lei;

11.3 - os valores referentes às despesas de viagem, que incluem passagens aéreas e hospedagem, não serão transformados em espécie, caso o vencedor, por qualquer motivo, não possa ou não queira participar da 49ª Bologna Children´s Book Fair;

11.4 – se a coautoria for de mais de duas pessoas, a participação na 49ª Bologna Children´s Book Fair será para, no máximo, duas;

11.5 - a cerimônia de entrega da premiação será divulgada, em data oportuna, pela Fundação Municipal de Cultura.

12 - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

12.1 - Caberá à Comissão Organizadora solucionar quaisquer controvérsias, casos omissos ou pendências advindas da realização do Concurso;

12.2 - este Regulamento encontra-se à disposição dos interessados na Fundação Municipal de Cultura e no site www.pbh.gov.br ;

12.3 - os originais e os documentos encaminhados à Fundação Municipal de Cultura não serão devolvidos.

12.4 - é de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es) a regularização de toda e qualquer questão relativa a direitos autorais e à observância das disposições deste Regulamento, bem como dos trâmites relacionados à parte do prêmio relativos à participação na 49ª Bologna Children´s Book Fair;

12.5 - a constatação do descumprimento das regras estabelecidas por esse Regulamento, após a divulgação do resultado, implicará na anulação do mesmo, no ressarcimento do valor do prêmio e na responsabilização do autor por perdas e danos, perante a Fundação Municipal de Cultura;

12.6 - os esclarecimentos de dúvidas poderão ser obtidos, pelo e-mail: joaodebarro@pbh.gov.br.

12.7- fica eleito o Foro da Comarca de Belo Horizonte, Minas Gerais, para dirimir quaisquer dúvidas ou controvérsias oriundas do presente Regulamento.

Belo Horizonte, 1 de setembro de 2011
Marcio Araujo de Lacerda
Prefeito de Belo Horizonte

Thaís Velloso Cougo Pimentel
Presidente da Fundação Municipal de Cultura

ANEXO II
FICHA DE INSCRIÇÃO

Concurso Nacional de Literatura João- de- Barro 2011
Título da obra:
............................................................................
Pseudônimo do (s) autor (es):
............................................................................
Nome do autor:
............................................................................
( ) Brasileiro Nato ( ) Brasileiro Naturalizado
Data de Nascimento: ..........................................
Cidade de Nascimento: ......................................
Estado:.................UF.:................País:.................
RG:....................................................................
Órgão expedidor: ..........................................
CPF: ...............................................................…
Profissão:........................................................
Estado Civil:...................................................
Endereço:.......................................Nº:.........Complemento:...................
Bairro:.......................................................... Cidade:.........................................................
Estado:......................................................... CEP:..............................................................
E-mail:.........................................................
Tel.Residencial(DDD)......................................
Comercial. (DDD):........................................
Tel Cel. (DDD):..............................................…
Tel. Fax. (DDD): ...........................................
Declaro para os devidos fins que a obra _______________________________________ é inédita, não tendo sido publicada de forma impressa ou virtual, no todo ou em parte, ou divulgada por qualquer meio de comunicação.

ANEXO III
AUTORIZAÇÃO DOS PAIS OU RESPONSÁVEL LEGAL

Autorizo a participação de ............................................ no Concurso Nacional de Literatura João-de- Barro – 2011.

Nome dos pais ou responsável legal:
....................................................
....................................................
Carteira de Identidade dos pais ou responsável legal:
....................................................
CPF dos pais ou responsável legal:
....................................................
Endereço:...................Nº................Complemento......…
Bairro:...............................Cidade:...................
Estado:...................CEP:................
E-mail: ......................................
Tel. Res. (DDD):...............................…
Tel. Com. (DDD):..................................
Tel. Cel. (DDD):................................…
Tel. Fax. (DDD): ..................................
Assinatura dos pais ou responsável legal:
....................................................................
....................................................................
(Assinatura idêntica a da Carteira de Identidade)

ANEXO IV
RECURSO
Concurso Nacional de Literatura João-de-Barro - 2011
Categoria: ________________________________
Título da Obra:
_________________________________________
Pseudônimo do Autor: _______________________
Recurso/ Fundamentação: _____________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to