Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Pedro Ornellas (Trovas: Saudade é…) Parte 3 e 4


Trovas que Definem Saudade

41
Que este consolo recolhas
da existência consumida:
saudades são verdes folhas
nos ramos secos da vida...
Luiz Rabelo - Natal RN

42
Vou definir a saudade
e não sei se estarei certo:
saudade é aquela vontade
de que o longe fique perto.
Luiz Carlos Abritta – Belo Horizonte MG

43
Dia e noite em algazarra,
depois que te viu partir,
a saudade é uma cigarra
que não me deixa dormir...
Izo Goldman – São Paulo SP

44
A saudade é como o espinho
que entra no peito da gente:
no início – dói um pouquinho,
depois... dói profundamente!
Edmilson Ferreira Macedo - BA

45
Saudade é a areia moída,
que, devagar, grão por grão,
cai da ampulheta da vida
e pousa no coração.
Amélia Tomaz - RJ

46
Saudade, lembrança acesa,
não de um amor que passou,
mas, sim, com toda certeza,
daquele amor que ficou! ...
Antônio Vanzella - São Bernardo do Campo-SP

47
Saudade!... Raio de lua,
suprindo o Sol que brilhou...
Tábua solta, que flutua,
depois que o amor naufragou!
Waldir Neves – Rio de Janeiro RJ

48
Meu amor foi-se acabando...
mas a saudade chegou:
– chuva boa refrescando
o chão que o sol causticou.
Lilinha Fernandes – Rio de Janeiro RJ

49
Saudade! Bendita mágoa,
que inesperada nos vem,
cristalina gota d’água
dos olhos tristes de alguém.
Antídio Azevedo - RN

50
Vi teu retrato, revivo
um velho amor que foi meu...
A saudade é um negativo
de foto que se perdeu...
J. G. de Araújo Jorge – Nova Friburgo RJ

51
Presença eterna do ausente,
perfume em frasco vazado,
saudade é sombra incoerente
num coracão apagado.
Dorothy Moretti – Sorocaba SP

52
Saudade – rede vazia
a balançar tristemente...
ninando a melancolia
que dorme dentro da gente.
Anis Murad – Rio de Janeiro RJ

53
Saudade, uma imensa conta,
com juro que sempre dobra.
Se chega um dia a tal monta
vem a solidão e cobra!
Francisco Macedo – Natal RN

54
A saudade é um bem guardado
que nos volta, de repente,
num presente do passado,
quando o passado é presente.
Maria Nascimento Carvalho – Rio de Janeiro RJ

55
Saudade é a incontida ânsia
que me faz, sem ser peão,
querer domar a distância
no dorso de uma paixão!
José Ouverney – Pinda SP

56
Saudade, quase se explica
nesta trova que te dou:
Saudade é tudo que fica
daquilo que não ficou.
Luiz Otávio - Rio de Janeiro RJ

57
Saudade palavra doce
que traduz tanto amargor;
saudade é como se fosse
espinho cheirando a flor...
Bastos Tigre – Recife PE

58
Saudade é tarde chorando
um tempo em que foi aurora,
ao ver a noite levando
o brilho do sol embora.
Adélia Victória Ferreira – São Paulo SP

59
Quando estás longe, querida,
na minha angstia sem fim,
saudade é o nome da vida
que morre dentro de mim...
J. G. de Araújo Jorge – Nova Friburgo RJ

60
Saudade, ninguém por certo
a definiu deste jeito:
– saudade é um mundo deserto
que temos dentro do peito!
Dulce Siqueira - PE

61
Saudade – lembrança triste
de tudo que já não sou...
Passado que tanto insiste
em fingir que não passou!
Edgard Barcelos Cerqueira – Rio de Janeiro RJ

62
Saudade, sombra querida
de um alguém que já se quis...
Felicidade perdida,
final de um sonho feliz.
Edna A. de Souza – Resende RJ

63
Saudade - palavra triste -
que nos remete à alegria,
pois essa dor só persiste
em quem foi feliz, um dia...
Andra Valladares - Portugal

64
Saudade... uma velha estrada...
um rancho que o mato invade...
uma porteira quebrada...
um lar sem fogo... Saudade...
Esther dos Santos – Rio de Janeiro RJ

65
Saudade... Divina essência...
É tudo quanto ficou
do bem que à nossa existência
a vida trouxe e levou.
Ana Rolão Preto – Benguela, Angola

66
Toda saudade consiste
neste contraste evidente:
uma alegria tão triste
numa ausência tão presente.
João Rangel Coelho – Rio de Janeiro RJ

67
Saudade – estranha ilusão
que a solidão recompensa;
presença no coração
maior que a própria presença!
J. G. de Araújo Jorge - Nova Friburgo RJ

68
Saudade... perfume triste
de uma flor que não se vê.
Culto que ainda persiste
num crente que já não crê.
Menotti Del Pichia – São Paulo SP

69
Saudade, coisinha atoa
com que tanto me comovo,
lembrança de coisa boa
que se deseja de novo.
Vicente Guimarães –Rio de Janeiro RJ

70
Saudade é chuva caída
na calha do coração;
é centelha revivida,
em noite de escuridão!
Carlos Cunha – São Luís MA

71
Ao mesmo tempo em que mata,
mata e faz viver também...
Saudade é dor que maltrata,
maltrata fazendo bem!
Pedro Emílio de Almeida e Silva - RJ

72
És, saudade, realmente,
artesã que em hábil lida,
encaderna, no presente,
páginas soltas da vida...
João Paulo Ouverney – Pinda SP

73
Do nosso amor acabado
não pode esquecer, a gente...
Porque a saudade é o passado
que nunca sai do presente.
Lilinha Fernandes – Rio de Janeiro RJ

74
Saudade, meu bem, existe
nessa distância sem fim!
- É tudo aquilo de triste
que te separa de mim...
Aparício Fernandes – Acari RN

75
Saudade é o tempo guardado
dentro do peito da gente...
nó, que se dá no passado
e se desfaz no presente.
Francisco Pessoa – Fortaleza CE

76
Saudade!... Foto em pedaços,
que eu colei, com mão tremida,
tentando compor os traços
de quem rasgou minha vida!...
Waldir Neves – Rio de Janeiro RJ

77
Vou definir a saudade
em claro e bom português:
A saudade é uma vontade
de fazer tudo outra vez...
Ana Cecília Ferri Soares – SP

78
Saudade, luz pequenina,
nas sombras da solidão.
No entanto, como ilumina
as trevas do coração!
Maria Izabel Miranda – Rio de Janeiro RJ

79
Percorrendo triste rota,
só quem amou é que sente...
- A Saudade é uma gaivota
planando dentro da gente...
Pedro Melo – São Paulo SP

80
A saudade, uma constância
nos trilhos da solidão,
é um trem que apita à distância,
mas nunca chega à estação!...
João Freire Filho – Rio de Janeiro RJ

Fonte:
Trovas enviadas por Pedro Ornellas

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to