Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

A. A. De Assis (Trovia – Ano 13 – n. 153 – Setembro de 2012)

Coordenador: A. A. de Assis - Maringá/PR
  Revista virtual de trovas
                         
                                
Maringá 2009

                         
                     
São Paulo 2012
-----------------------------------------------------------
Inesquecíveis

Gostar de ti, quem não há de?
Inspiras tal simpatia,
que a gente sente saudade
se deixa de ver-te um dia.
Colombina

Na distância, ao teu aceno,
quanta tristeza me invade...
O trem ficando pequeno
e em mim crescendo a saudade!
Hermoclydes Franco

Quem tem a luz do saber,
muito mais que outro qualquer,
tem de cumprir o dever
de ser luz... onde estiver.
João Freire Filho

Quem entra em meu coração
fica lá por  toda a vida.
Ele é igual a um alçapão:
não tem porta de saída!
Miguel Russowsky

É Deus que forja o destino,
distribuindo talento.
O poeta é só um menino
soltando letras – ao vento...
Newton Meyer

Sei que é tarde, não me iludo,
e o que mais me dói agora
é pensar que tive tudo
que acabei jogando fora...
Nydia Iaggi Martins
=========================

BRINCANTES

Todo mundo acha um regalo
comer galinha com a mão…
Mas, pela farra do galo,
ele é a única exceção!
Edmar Japiassú Maia – RJ

Vou pondo no paletó
as lembranças do meu fado.
Acho que as boas – que dó! –
coloco em bolso furado...
José Fabiano – MG

É minha a dívida: assumo,
e hei de saldá-la... porém,
enquanto a grana eu arrumo,
que tal me emprestar mais cem???
José Ouverney – SP

A deturpação dos fatos
é tão comum entre a gente
que a corrente dos boatos
passou a ser voz corrente.
Jotão Silva – RJ

Com franguinhas alopradas
é natural que aconteça,
por serem descabeçadas,
terem “galos” na cabeça...
Osvaldo Reis – PR

Depois da aviária e a suína,
mais folga o aluno cobiça:
quer que venha, repentina,
a gripe  bicho-preguiça!
Roza de Oliveira – PR

Tive um trabalho danado
com a vaca hoje cedinho:
não deu leite empacotado
nem quis sentar no banquinho...
Ruth Farah – RJ
===========================

LÍRICAS E FILOSÓFICAS

Que alegre alívio provoca,
na alma e no coração,
o abraço que a gente troca
numa troca de perdão!
A. A. de Assis – PR

Se tu vais, por gentileza,
deixa a porta sem trancar!
Não me roubes a certeza
de que logo irás voltar!
Adélia Victória Ferreira – SP

Vejo sentadas no chão,
trajadas de desamor,
crianças comendo pão
amanteigado de dor!
Ademar Macedo – RN

O amor é doce alimento,
orvalho regando a flor;
é o mais belo sentimento
que herdamos do Criador.
Agostinho Rodrigues – RJ

Frente à imensidão do mar,
em completo alheamento,
ouço a brisa murmurar
palavras de encantamento!
Alberto Paco – PR

Ah se eu pudesse algum dia
ter asas para voar...
Quem sabe talvez iria
em tua boca pousar!
Almir Pinto de Azevedo – RJ

A solidão enlouquece,
põe a vida à revelia...
Então o mar escurece
e de tristeza esvazia.
Ari Santos de Campos – SC

Tal e qual meu pé de rosa,
que ao ser podado floresce,
esta saudade teimosa,
quanto mais podo, mas cresce!
Carolina Ramos – SP

Antes fosse incêndio... fogo,
pois teu gelo me atormenta:
me impede de abrir o jogo
e minha alma não aguenta.
Cida Vilhena – PB

A cortina solta ao vento
dança, insone, o seu bailado:
– revolve o velho aposento
e os segredos do passado.
Conceição Abritta – MG

Ao relembrar nossa história,
que foi breve, mas foi linda,
no jazigo da memória
uma luz fulgura ainda...
Conceição de Assis – MG

Da minha terra encantada
eu guardo a estação mais bela,
o canto da passarada
e os meus sonhos de janela!
Dáguima Verônica – MG

Quem faz o bem com prazer,
mesmo que seja um incréu,
reserva, sem perceber,
um bom tesouro no céu.
Dari Pereira – PR

A  criança que eu trazia
dentro de mim, escondida,
hoje vive da  poesia,
chorando restos de vida!
Delcy Canalles – RS

Na casa de quem escreve
há sempre papel no chão:
não perde tempo quem deve
segurar a inspiração!
Diamantino Ferreira – RJ

Descubro ao longo da vida
meus mais íntimos segredos,
quando, qual harpa tangida,
vibro ao toque dos teus dedos...
Divenei Boseli – SP

Distante é grande a vontade,
saudade no peito bate...
Antes matar a saudade
que deixar que ela nos mate.
Djalma da Mota – RN

Nossa terra e a terra lusa,
na doce língua que as liga,
são cordas nas mãos da musa,
cantando a mesma cantiga.
Dorothy J. Moretti – SP

Trovadores, em verdade,
são irmãos na inspiração,
na partilha da amizade,
no carinho e na emoção.
Eliana Jimenez – SC

No espelho se vê um rosto
marcado com rugas mil.
Mas nos olhos, sem desgosto,
o mesmo ar juvenil.
Eliana Palma – PR

As flores, dupla função
representam nesta vida:
alegria e emoção,
ou então a dor sentida.
Euclymar Porto – RJ

O vento varre a ansiedade
e as folhas secas do chão;
só não varre esta saudade
que corta o meu coração.
Flávio Stefani – RS

A ilusão da meninice
com meus netos se refez:
agora, em plena velhice,
eu sou criança outra vez!...
Fernando Câncio – CE

O retrato na moldura,
da corrosão, dá sinais!
Mesmo assim, guarda a candura
da graça de nossos pais!
Francisco Garcia – RN

Nos olhos o mesmo brilho
e este orgulho que nos trai,
quando no peito de um filho
bate um coração de pai!
Gabriel Bicalho – MG

Solidão, tu és um elo
entre o que foi e o que é...
Fiz de areia o meu castelo,
sem me lembrar da maré!
Gislaine Canales – SC

Começa a lua num traço,
vai crescendo e nos seduz...
Como é formoso, no espaço,
esse trapinho de luz!
Humberto Del Maestro – ES

A inspiração que aparece
e me impele a escrever
é um tesouro que abastece
e enriquece o meu viver.
Istela Marina – PR

O vento, que varre a mata
e pelos campos caminha,
traz um som de serenata
à minha vida sozinha.
Jeanette De Cnop – PR

Luzes! Músicas! E à mesa
como nunca alguém sonhou.
Mas havia uma tristeza
que eu não sei por onde entrou...
Janske Schlenker – PR

Mantenha a cabeça erguida,
sorria, volte a cantar...
Sem ânimo para a vida,
você não sai do lugar!
Jorge Fregadolli – PR

Cultivemos o jardim
do amor, com perseverança,
para que seja o estopim
de um futuro de esperança.
José Feldman – PR

Trova, meu pombo-correio,
Voa longe, por favor!
Diz ao mundo que inda creio
na paz que brota do amor!
José Lucas de Barros – RN

Tento fugir da rotina,
conquistar um novo espaço...
mas minha tristeza assina
seu nome, por onde passo...
José Valdez – SP

Nas nuvens vejo ajoelhada
minha mãe a orar comigo,
sempre que a fé é abalada
e nem rezar eu consigo.
Lisete Johnson – RS

Contrassenso é eu ter na vida
por meu sol os olhos teus,
se ao te olhar, minha querida,
bem ceguinhos deixo os meus.
Luiz Hélio Friedrich – PR

A trova levou-me aos céus,
pois entre joios e trigos
perdi pequenos troféus
mas ganhei grandes amigos.
Manoel Cavalcante – RN

Que a lei, com todo o seu porte,
seja um escudo do bem...
E que a justiça do forte
seja a do fraco também!
Mara Melinni Garcia – RN

O presente mais bonito
fui eu mesma que me dei:
num momento de conflito,
dei-me a paz... e perdoei.
Maria Ignez Pereira – SP

Sabedoria... só cabe
a quem tem por diretriz
não dizer tudo o que sabe,
mas... saber tudo o que diz.
Ma. Madalena Ferreira – RJ

A ciranda traz lembranças
que a saudade perpetua,
de um tempo em que nós, crianças,
éramos todas de rua...
Marina Bruna – SP

De uma única costela,
nosso Deus fez a mulher;
se há criatura mais bela?
-Desdiga-me quem puder!
Maurício Friedrich – PR

Deus fez tudo à nossa espera,
fez a luz e fez as flores,
fez o mar e a primavera,
e inspirou os trovadores.
Nei Garcez – PR

Ficou mais lento o meu passo?
Caminharei mesmo assim.
Só temeria o cansaço
se me cansasse de mim...
Newton Vieira – MG

As dores e os desencantos,
lancem ao pó das estradas...
– Façam dos lares recantos
que lembrem contos de fadas!
Olga Agulhon – PR

A saudade e o abandono
deste meu leito vazio
mostram as horas sem sono
plenas de dor e de frio.
Olga Ferreira – RS

Amor cigano, utopia,
triste  busca por alguém;
quem tem um amor por dia
não tem o amor de ninguém.
Olympio Coutinho – MG

Trovador que espalha o sonho
que lhe mora n’alma inquieta
revela ao mundo tristonho
a bênção que é ser um poeta!
Renato Alves – RJ

Quando o  passado me embala
e o sono,aos poucos, se evade
até o relógio da sala
vem acordar a saudade!
Rodolpho Abbud – RJ

No gérmen que se faz planta
a promessa é chama acesa
dourando o trigo que encanta
e que põe o pão na mesa!...
Sônia Martelo – PR

Querida, eu tenho ciúme
– não há desdouro em dizê-lo...
Ciúme até do perfume
que perfuma o teu cabelo.
Thalma Tavares – SP

Eu olho a rua e, se o vejo,
a razão já sai de perto.
Fecho a janela... e o desejo
esquece o cadeado aberto!
Therezinha Brisolla – SP

A vida, em sua beleza,
deu-me tantas emoções,
que, mesmo ao sentir tristeza,
há doces recordações.
Vanda Alves – PR

Por mais que o progresso iluda,
deturpe e inverta valor,
o que Deus fez ninguém muda:
amor será sempre Amor.
Vanda Fagundes Queiroz – PR

O tempo passou... e agora...
já é mais que entardecer,
mas tua presença é aurora
na noite do meu viver.
Zeni de Barros Lana – MG
==============================
Visite:
http://www.falandodetrova.com.br/
http://poesiaemtrovas.blogspot.com/

Fonte:
O Autor

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to