Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

quinta-feira, 30 de julho de 2015

A. A. de Assis (Revista Virtual de Trovas "Trovia" - n. 184 - agosto de 2015)




Trovia
UBT – Seção Maringá-PR -- Coordenação: A. A. de Assis
Ano 16– n. 184– Revista virtual de trovas – Agosto 2015

A minha mágoa, querida,
é mais amarga porque
fui amparo na subida,
e depois perdi você.
Elidir D’Oliveira
Fraternidade – eu bendigo,
pois sinto, de coração,
em cada ser um amigo,
em cada amigo um irmão!
Luiz Otávio
As coisas do amor, ao léu,
quem é que pode entendê-las?...
Se até os astros, no céu,
vivem piscando às estrelas!
José Coelho de Babo
Nascemos irmãos comuns,
mas a ambição e os engodos
puseram nas mãos de alguns
o mundo que era de todos!
José Maria M. de Araújo
Mesmo com passo cansado,
não perco o sonho de vista...
Cada novo passo dado,
rumo ao sonho, é uma conquista.
Thereza Costa Val – MG
Cabôca dos óio grande,
vou fazê dos zóio meu
dois canequinho de frande
pra bebê água dos teu...
Zé da Luz
------------------------------------------
Tem muita trova que choca,
e é natural que aborreça...
Exemplo: a trova-minhoca,
que não tem pé nem cabeça!
Antônio da Serra – PR
Simplinha, porém cheirosa;
fogosa, apesar de feia,
Xilinha era a mais beijosa
das moças da minha aldeia!
Archimedes de Maria – RJ
– Zezinho, seja específico
e me diga o que é molécula...
E ele, com ar científico:
– E’ uma guria “sapécula”...
Joaquim Carlos – RJ
Minha vizinha assanhada,
que  finge  ser  inibida,
 já  foi  muito  mais  testada
 do  que  pista  de  corrida...
Maria Nascimento – RJ
Se o pato perde uma pata, 
seja preto ou seja branco,
eu digo de forma exata,
ou é viúvo ou é manco!
Messias da Rocha – MG
Indo por outros caminhos,
neste mundo, às vezes, rude,
vou fugindo dos espinhos,
pois das mulheres não pude!
Nilton Manoel – SP
Trai a esposa, vive em farra,
“galinha” de festa em festa...
Até que súbito esbarra
num baita “galo” na testa!...
Osvaldo Reis – PR
– “Que fome, mãe! Tem comida?”
“Temos sopa de letrinhas...”
Grita a filha mais sabida:
– “As maiúsculas são minhas!”
Sérgio Ferreira – SP
---------------------------------------
Como é bom saber que o filho
vida afora alegre vai,
dando forma, força e brilho
aos sonhos do velho pai!
A. A. Assis – PR
A chuva, encharcando o chão,
não atrapalha meus passos,
porque é grande a emoção
de carregar-te em meus braços!
Alberto Paco – PR
A chuva que cai agora
não é lá do céu que vem...
É do meu olhar que chora
de tanto lhe querer bem!
A.M.A. Sardenberg – RJ
Tão certo quanto a laranja
é toda feita de gomos,
amigo bom sempre arranja
como elevar o que somos!
Amilton M. Monteiro – SP
Namoro é sonho profundo
de duas almas unidas,
escrevendo neste mundo
o futuro com mais vidas.
André Ricardo Rogério – PR

As praias, por natureza,
encantam os olhos meus...
Fluxo, refluxo e beleza
são os caprichos de Deus.

Ari Santos de Campos – SC
 Lavrador, ao fim do dia,
após a lida no chão,
tua enxada rodopia
celebrando a produção!
Arlene Lima – PR
Eu te imploro, por favor,
não insistas neste adeus.
Se não for por meu amor,
fica pelo amor de Deus!
Arlindo Tadeu Hagen – MG
Nossa amizade é tão doce,
nossos laços tão antigos...
Mas que bom se a gente fosse
um pouquinho mais que amigos!
Arnaldo Ari – RJ

Já velhinho, sonha ainda,
mantendo o brilho no olhar,
que a juventude só finda
quando é impossível sonhar!
Carolina Ramos – SP
Ainda bem que tenho os meios
de não ficar tão sozinha:
desenho e bordo, abro e-mails,
faço versos na cozinha...
Clevane Pessoa – MG
Teu grande amor, que ironia,
é hoje coisa esquecida:
foi luz que por um só dia
iluminou minha vida!
Conceição de Assis – MG
Pode entrar. A casa é sua,
sempre me traz alegria.
Ao sair, esta é a rua...
se puder, volte. Bom dia!
Cônego Telles – PR
El mundo gira hechizado,
baila samba su tesoro
de Brasil su enamorado,
!No lo cambia ni por oro!
Cristina Oliveira (Colibrí) – USA
No emaranhado das linhas,
pelo avesso desta lida,
descobri, nas entrelinhas,
Deus bordando o chão da vida.
Dáguima Verônica – MG
Beijo nas faces, carícias
- como tantas, inocentes;
mas abraços são primícias
dos desejos mais ardentes!
Diamantino Ferreira – RJ
Quisera eu trova compor
sobre a raiz da emoção...
Contar que a raiz do amor
tem por vaso o coração,
Dinair Leite – PR
Às vezes menina ainda;
outras, mulher revelada.
Em tudo o que a vida brinda,
segue sempre apaixonada!
Eliana Jimenez – SC
Os olhos cheios de sonho,
no coração a ansiedade;
rosto enrugado, risonho...
Namoro não tem idade!
Eliana Palma – PR
No meu dilema transverso, 
fugindo à maledicência, 
há coisas que eu só converso 
com a minha consciência!
Elisabeth Souza Cruz-RJ
Ao passar pela estação
da longínqua mocidade,
a vida acresce um vagão
no trem da minha saudade...
Ercy Marques de Faria – SP
Tudo fiz por nosso amor,
fugindo à fatalidade.
Mas nem sempre o sonhador
retifica a realidade
Euclymar Porto – RJ
Nosso casebre é de palha,
de pau a pique a parede.
O amor que aqui se agasalha
dorme comigo na rede!
Francisco Garcia – RN
No espelho quase chorando
eu mesmo digo pra mim:
– A velhice está chegando
e está chegando o teu fim!
Francisco Pessoa – CE
Nos lençóis brancos, macios,
de nossa cama deserta,
o tempo desmancha os fios
da minha pobre coberta.
Gislaine Canales – SC
Sem esquecer o passado
caminhou para o futuro,
de esperança carregado
sem temer trabalho duro.
Hulda Ramos – PR
Heresia é não amar,
é deixar, no coração,
lentamente, se apagar,
o fogo d’uma paixão!
JB Xavier – SP
Minha tristeza é tão linda
(não dói e não me angustia).
Uma tristeza bem-vinda
quando se torna Poesia!
Janske Niemann – PR
Confesso: não trocaria,
nem cederia, por nada,
a grande, a enorme alegria
de ser sua namorada!
Jeanette De Cnop – PR
Qualquer coisa que façamos,
não importa qual o preço,
sendo amor… nós propagamos,
que a paz não tem endereço!
José Feldman – PR
A nossa regra é singela
como marido e mulher:
apesar de mandar nela,
faço tudo que ela quer.
José Lira – PE
Afastando os atropelos
que o peso do tempo traz,
Deus pintou em meus cabelos
o selo branco da paz.
José Lucas de Barros – RN
Os bons velhinhos sofridos
aos meus sentidos parecem
velhos troncos corroídos,
onde as orquídeas florescem!
José Messias Braz – MG
Enquanto os corpos fugiam
e as mãos nem eram tocadas,
nossas almas já dormiam
há muito tempo abraçadas!
José Ouverney – SP
Cante a paz, o amor fecundo,
torne a vida mais risonha
e sem mágoas, porque o mundo
não perdoa a quem não sonha!
José Valdez – SP
Tentamos calar a voz
do amor puro e verdadeiro
que grita, dentro de nós,
na paixão do amor primeiro!
Lucília Decarli – PR
Foi no tempo da janela
e do namoro à distância
que a vida, muito mais bela,
tinha tão grande importância!
Luiz Carlos Abritta – MG
Os pingos da brisa mansa
refrescam a alma sofrida,
num embalo de criança
no tênue berço da vida.
Luiz Damo – RS
Árvore... da terra abrigo,
que insensato o homem destrói,
pondo a vida ao desabrigo...
desatino que corrói!
Mª Conceição Fagundes – PR
Em tua ausência, a esperança
põe seus véus na realidade,
mas quem vive de lembrança
morre aos poucos... de saudade!
Maria Lúcia Daloce – PR
Correndo atrás dos meus sonhos,
com receio de perdê-los,
muitos atalhos transponho,
fugindo dos pesadelos.
Mª Lúcia Fernandes Rocha – RJ
Um mergulho bem profundo,
entre a razão e a emoção,
leva a gente a um novo mundo
nas asas do coração.
Mª Luiza Walendowsky – SC
Não há no mundo distância
que faça um dia esquecer
a terra de nossa infância,
o sol que nos viu nascer!
Mª Tereza Cavalheiro - SP
À espera do teu regresso,
deixei a vida passar...
Envelheci, mas... confesso:
– Valeu a pena esperar!!!
Mª Madalena Ferreira – RJ
Pobre vai de pé no chão,
de carona, só por sorte.
Rico estaciona o carrão
e caminha por esporte...
Marina Valente – SP

De amarga não basta a vida,
também quero o chimarrão
(e amigos com quem divida
o que vai no coração).
Mário Zamataro – PR
No adeus da tua partida,
meu coração infeliz
ganhou enorme ferida
e não parou... por um triz!
Maurício Friedrich – PR
Oh, Senhor, sou caminhante
desiludido, tristonho,
tropeçando a todo instante
nas pedras do próprio sonho.
Matusalém Dias de Moura – ES
Carinho também se vende,
e há quem faça até leilão...
Mas quem compra não entende
que não leva o coração.
Olga Agulhon – PR
Livrarias populares
lembram divinos recantos
onde estantes são altares,
onde os livros são os santos.
Olympio Coutinho – MG
Ao ver a chuva cair,
de manso, sobre nós dois,
sinto minha alma sorrir,
num presente, sem depois...
Olga Maria Ferreira – RS
Ao repensar minha história,
encontrei com emoção
por trás de cada vitória
um mestre no coração!
Renato Alves – RJ

Se a opressão se faz maior
ante a paz em construção,
a família é o esteio mor
que sustenta uma nação
Rita Mourão – SP
Eu não troco o meu feitiço
por um feitiço qualquer...
Meu charme eu não desperdiço,
meu feitiço é ser mulher!
Roza de Oliveira – PR
Ó Deus Pai, todo bondade,
cessai a guerra voraz,
fazendo da humanidade
celeiro de amor e paz.
Ruth Farah – RJ
Entre todos os recantos
é aqui que me sinto bem:
--  o meu Lar tem tais encantos
que outros lugares não têm!
Sônia Ditzel Martelo – PR
Sou grato, aos tempos de outrora,
por tudo que sou e sei;
se eu cheguei até agora,
foi neles que eu comecei!
Sônia Sobreira – RJ
Se não fosse pela fé,
seria a vida um vazio;
ela nos deixa de pé
após qualquer desvario.
Talita Batista – RJ
Em nossas doces lembranças
vejo-me ainda o menino
que ao tocar em tuas tranças
uniu ao teu seu destino.
Thalma Tavares – SP
Tenham todos terra e teto,
sem preconceito ou fronteira,
e que haja amor, não decreto,
para a inclusão verdadeira!
Therezinha Brisolla – SP
Nunca se mede o prazer
do bem que se espera e alcança,
pois começa a acontecer
quando é ainda uma esperança.
Vanda Fagundes Queiroz – PR
Despindo folhas e flores,
o inverno, o vento conduz,
e a árvore, sem pudores,
vai mostrando os galhos nus.
Vanda Alves – PR
Fim de tarde, sol já posto...
Chega a noite enluarada,
satisfazendo o meu gosto,
consagrando a madrugada!
Vânia Ennes – PR
Em momentos cruciais,
aos heróis trazendo glória,
audácia é um impulso a mais
que muda os rumos da história.
Wanda Mourthé – MG

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Concurso de Trovas da UBT Natal/RN (Resultado Final)

Nacional
Veteranos
Tema:  Amanhecer
VENCEDORES:
1º Lugar
José Valdez C. Moura
Pindamonhagaba/SP
2º Lugar
 Dulcídio de Barros Moreira Sobrinho
Juiz de Fora/MG
3º Lugar
 Ana Maria Guerrize Gouveia
 Santos/SP
MENÇÕES HONROSAS
1º Lugar
 Vanda Fagundes Queiroz
Curitiba/PR
2º Lugar
Victor Manuel Capela Batista
Barreiro/Portugal
3º Lugar
Dulcídio de Barros Moreira Sobrinho
Juiz de Fora/MG
MENÇÕES ESPECIAIS
1º Lugar
 Vanda Alves da Silva
Curitiba/PR
2º Lugar
 Milton Souza
Porto Alegre/RS
3º Lugar
 Antônio Colavite Filho
Santos/SP
COMISSÃO JULGADORA:
Hélio Pedro
Hélio Alexandre
Luiz Gonzaga da Silva
Coordenador:
Fabiano de Cristo Magalhães Wanderley
*****************
Nacional
Novos Trovadores
Tema:  Amanhecer
VENCEDORES:
1º Lugar
 José Feldman
Maringá/PR
2º Lugar
 Talita Batista
Campos dos Goytacazes/RJ
3º Lugar
 Lilia Maria Machado Souza
Curitiba/PR
MENÇÕES HONROSAS
1º Lugar
Arthur Gabriel Silveira
Brusque/SC
2º Lugar
 Zélia Maria de Nardi
Caxias do Sul/RS
3º Lugar
Carlos Henrique Silva Alves
Senhor do Bonfim/BA
MENÇÕES ESPECIAIS
1° Lugar
 Cristina Cacossi
Bragança Paulista/SP
2º Lugar
 Clóvis Wilson Mattos Andrade
Senhor do Bonfim/BA
3º Lugar
 Ronnaldo Andrade
São Bernardo do Campo/SP
COMISSÃO JULGADORA:
Hélio Pedro
Hélio Alexandre
Luiz Gonzaga da Silva
Coordenador:
Fabiano de Cristo Magalhães Wanderley
****************************
Estadual
Tema: Laço
VENCEDORES:
1º Lugar
Eva Yanni Garcia de Araujo
Caicó/RN
2º Lugar
Lucélia Santos
Caicó/RN
3º Lugar
Mara Melinni
Caicó/RN
4º Lugar
Mara Melinni
Caicó/RN
5º Lugar
Heder Rubens Silveira e Souza
Natal/RN
MENÇÕES HONROSAS
6º Lugar
Manoel Cavalcante de Souza Castro
Pau dos Ferros/RN
7º Lugar
Professor Garcia
Caicó/RN
8º Lugar
Professor Garcia
Caicó/RN
9º Lugar
Paulo Caldas Neto
Natal/RN)
10º Lugar
Hélio Pedro de Souza
Caicó/RN
MENÇÕES ESPECIAIS
11º Lugar
José Lucas de Barros
Natal/RN
12º Lugar
Fabiano de Cristo Magalhães Wanderley
Natal/RN
13º Lugar
Fabiano de Cristo Magalhães Wanderley
Natal/RN
14º Lugar
Hélio Pedro de Souza
Caicó/RN
15º Lugar
Isaac Jordão de Souza Araujo
Jucurutu/RN
COMISSÃO JULGADORA:
Lisete Johnson
Maria Luiza Walendowsky
Carolina Ramos
Cipriano Ferreira Gomes
Coordenador:
Thalma Thavares
Agradecimentos aos coordenadores e julgadores e parabéns a todos os classificados

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to